Viagem de Carro e Moto para Uruguai

Do Vigésimo ao Vigésimo Segundo Dia (últimos dias)

De Florianópolis a Muriaé-MG

Saímos de Florianópolis de manhã com o tempo nublado

Tempo nublado em Florianopolis

Pegamos a estrada rumo ao continente

+Leite - Florianopolis

Aos poucos, a ponte Hercílio Luz foi aparecendo...

Ponte Hercílio Luiz - Florianopolis

...estava chegando a hora de deixar a Ilha de Santa Catarina

Ponte Hercílio Luiz - Florianopolis

Ponte Hercílio Luiz - Florianopolis

Pegamos a BR-101 e a chuva desabou!

A volta para casa - Tempo chuvoso

Atravessamos todo o estado do Paraná com o tempo fechado. Um trânsito intenso de caminhões

bR-101 no estado do Parana

Perto da divisa do Paraná e São Paulo encontramos mais chuva e um enorme engarrafamento!

O carro e a moto parados no congestionamento

...e a chuva não parava.

Engarrafamento na estrada

A chuva estava muito densa, e também por causa do horário, paramos na cidade de Registro-SP

Carro viajando na chuva

Vigésimo primeiro dia

Acordamos e pegamos a rodovia o mais cedo que conseguimos.
Algum tempo de viagem e chegávamos na cidade de São Paulo.

Placa indicando o Rodoanel de São Paulo

Chegando na cidade, precisamos parar para trocar o óleo da moto novamente

Congestionamento em São Paulo

Ao asfalto novamente, mas, com pouca sorte.
Chuva e tráfego lento!

Sinalização de transito lento em São Paulo

Perdemos aproximadamente 4 horas no trânsito caótico de São Paulo.

Congestionamento em São Paulo

Demorou, mas, achamos a BR-116 e passamos por Guarulhos.

A ponte na entrada de Guarulhos

Andamos pouco, já estava anoitecendo, achamos um hotel em Arujá-SP.

Transito caotico de São Paulo

Vigésimo segundo dia

Acordamos cedo. A chuva continuava.
Este seria o último dia de viagem.

Nuvens e asfalto molhado

Asfalto molhado nas primeiras horas do dia já era de costume.
Que vontade de chegar em casa!
Era uma sexta-feira.

Outdoor do Google

Primeira lambada: 200 km de uma vez!
Paramos para um lanche.

A Ana brincando no cavalinho

Segunda lambada: mais 200 quilômetros.

Guilherme de moto viajando na chuva

Paramos em Volta Redonda.

Guilherme de moto viajando na chuva

Andamos um pouco, o trânsito estava tenso, um carro fechou o Alan.
Ele quase caiu!

Guilherme de moto viajando na chuva

Anoiteceu e a vontade de chegar era imensa!
Ainda assim não era motivo de correria...
de noite, com muita chuva, andamos devagar.

Viajando de noite

Finalmente chegamos em Muriaé por volta das 22:00
seguidos pela chuva que começou lá em Florianópolis

Chegando em Muriaé

A primeira parada foi na casa do Alan Guilherme.
Seus pais nos receberam!

A chegada na casa do Alan Guilherme

Segunda parada, Temaki Sushi

A fachada do Temaki Sushi em Muriaé

Comida japonesa para confraternizar os 6.800 km rodados com sucesso!
Missão cumprida!

Comida japonesa no Temaki Sushi



Pagina Anterior


Veja informações de Florianópolis, São Paulo e Muriaé.

Detalhes de Florianopolis     Detalhes de São Paulo     Detalhes de Muriaé

COMENTÁRIOS

Linhas: 0